Blog

13 Set

Principais Dicas para Montar seu Laboratório com Máxima Segurança


Principais Dicas para Montar seu Laboratório com Máxima Segurança


A montagem de um laboratório de química deve ser meticulosamente elaborado, considerando todas as normas de biossegurança vigente para esse tipo de ambiente de trabalho, assegurando assim, não apenas a segurança do pesquisador que está manipulando as amostras ou reagentes, mas também a segurança dessas mesmas amostras, reagentes, bem como daqueles que dividem esse ambiente de trabalho.

Mesmo sendo um laboratório de química, inúmeros tipos de profissionais podem atuar nesse ambiente, principalmente aqueles que são alunos de iniciação científica, que buscam ao longo do seu curso de química, farmácia, biologia ou biomedicina, aprimorar os seus conhecimentos científicos, e essa é outra razão fundamental para que a biossegurança ambiente laboratorial seja prioridade do professor responsável por esse ambiente.

Para se montar um laboratório de química com a máxima segurança, é necessário que os seus idealizadores sigam à riscas as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária que é o órgão fiscalizador, caso contrário, a autorização para os trabalhos nesse ambiente não serão liberados.

Veja agora outras dicas para se montar um laboratório com máxima segurança:

Quais os procedimentos a serem tomados para montar um laboratório que cumpra as normas de biossegurança?

Antes de se iniciar a montagem de um laboratório, é preciso analisar diversos fatores para que todas as especificações técnicas relacionadas à biossegurança sejam cumpridas, dentre elas pode-se destacar:

·         Topografia do terreno;

·         Orientação solar e ventos;

·         Segurança do edifício no qual o laboratório será montado;

·         Segurança dos laboratoristas;

·         Estado de conservação e tipos de bancadas, capelas, estufas e muflas;

·         Cores de pisos e paredes, bem como os seus revestimentos;

·         Iluminação artificial e ventilação que deve ser diferente entre os ambientes, de acordo com suas necessidades;

·         A aplicação de normas ergonômicas, para que os laboratoristas possam trabalhar com mais segurança e conforto.

Almoxarifado

É importante também, que seja construído um almoxarifado especial para o armazenamentos dos reagentes químicos, para que assim sua conservação seja priorizada, além disso, isso irá reduzir a quantidade de produtos sobre a bancada e, consequentemente, diminuirá os riscos de acidentes.

O mais recomendado é que o almoxarifado seja instalado do lado de fora do laboratório, entretanto, dependendo do local essa opção torna-se pouco viável, assim, pode-se elaborar um projeto que tenha paredes divisórias de alvenaria, com ventilação motora e sistemas elétricos a prova de explosão.

Capela

Com relação as instalações de capelas e/ ou fluxo laminar, é fundamental que eles estejam situados de tal forma que assegurem totalmente as operações que ali serão realizadas.

Outro fator importante com relação a instalação de capelas, é que elas não devem, em hipótese alguma serem desenvolvidas em bancadas abertas, ou ainda sem estabilidade, ou seja, sobre superfícies móveis, ou sem estrutura fixa.

Nas capelas, não podem faltar os itens essências para o seu funcionamento, tais como gás, eletricidade, água, vácuo, ar comprimido, sendo que todos esses recursos devem ser ter os seus comandos do lado externo da capela.

Outras áreas de segurança

Um laboratório de química moderno e que segue as normas de biossegurança deve ainda conter:

Nas área quente ficam localizados equipamentos como capelas, muflas, estufas, mantas de aquecimento, maçaricos e bicos de Bunsen. Essa área é considerada de alto risco, portanto, o recomendado é que o laboratorista que irá atuar com esses equipamentos, além de receber um treinamento especializado, deve sempre permanecer o mínimo de tempo possível nesse local.

Os pisos de um laboratório com máxima segurança, precisa ser construído com material resistente tanto quando considerado os impactos mecânicos, quanto os possíveis incidentes químicos que podem ocorrer no ambiente. Além disso, não é admitido pelas normas de segurança, que haja diferença no nivelamento do piso.

As paredes do laboratório, assim como o piso, precisam ser revestidas com material que seja resistente quimicamente, ou seja, caso ocorra de derramarem algum reagente na parede, acidentalmente, que sua limpeza possa ser realizada imediatamente, e sem deixar resíduos.

Além disso, suas cores devem ser claras, repousantes e foscas.

Ainda seguindo os padrões de biossegurança, é obrigatório que haja duas portas, afastadas entre si no laboratório, sendo que elas devem sempre abrir para fora, pois, caso haja necessidade de fuga do ambiente, ela possa ser facilitada.

É de suma importância que haja janelas no laboratório, uma vez que sua iluminação está entre os principais fatores de segurança, entretanto, é necessário que haja um controle de raios solares, como por exemplo, o uso de persianas metálicas.

ATENÇÃO! Em hipótese alguma pode-se usar cortinas em laboratórios, nem mesmo nos ambientes administrativos.

Além disso, a luz natural impede que haja sombras sobre a bancada, facilitando assim as operações realizadas no local.

O posicionamento da bancada, que deve ser feito de forma tal que a luz incida lateralmente sobre ele, é uma forma de prevenir que essa luz atrapalhe os olhos do laboratorista.

Ainda com relação as bancadas, é importante que o espaço entre elas seja suficiente para que possa haver o trânsito livre entre os laboratoristas, e que seja possível a passagem do carrinho de vidraria, sem riscos de choques com as bancadas.

Outros equipamentos indispensáveis para a biossegurança nos laboratórios, são o chuveiro e o lavador de olhos, que devem ser posicionados próximos as capelas e as saídas.

E finalmente, mas não menos importante, assim como em qualquer ambiente, é indispensável a presença de extintores de preferência dois extintores com 4 kg de CO2 em lugar de um com 6 kg, uma vez que essa é uma forma de facilitar o seu transporte.

Manutenção

Mesmo após a montagem completa de um laboratório, é importante que sejam realizadas manutenções constantes e periódicas de equipamentos para que qualquer risco a segurança seja evitado.

E por falar e manutenção de seu laboratório, você sabe de quanto em quanto tempo é preciso trocar o filtro HEPA da cabine de fluxo laminar? Saiba mais sobre esse assunto aqui.


Deixe um comentário


Notícias Relacionadas